Processando...
 

Como Não Aprender Inglês: Erros comuns e soluções práticas

Autor:  Michael Anthony Jacobs

Categoria: Idiomas

Edição: 1ª Edição

Número de páginas: 272

ISBN: 978-85-508-0302-9

Por: R$69,90

Sobre o Livro

"O inglês e o português têm vários pontos em comum. Boa parte do vocabulário do inglês provém do latim, o que resulta em várias similaridades nos dois idiomas - information e informação, continue e continuarsão alguns exemplos. Embora este aspecto possa às vezes ajudar o estudante, pode também causar sérios problemas. Frequentemente, palavras e construções nos dois idiomas são similares pero no mucho - há diferenças de sentido, forma e emprego. Estas enganosas equivalências podem levar a erros por parte de quem estuda: sensible não se traduz por sensível; uma informação é a piece of information, e não an information, e assim por diante.

Outros erros comuns surgem a partir de palavras e expressões em inglês que causam muitas confusões (por exemplo, hard e hardly, ou look after e look for) ou mesmo porque o inglês tem dois equivalentes para uma mesma palavra em português, por exemplo lend ou borrow (emprestar) ou remember e remind (lembrar).

"Há sem dúvida um grande público para este livro, que relaciona e explica problemas  recorrentes deste tipo, um desafio constante para quem quer aprender inglês. A partir de sua grande experiência como professor, Michael A. Jacobs produziu um livro indispensável, que explica com clarez, autoridade e senso de humor (britânico!) várias dificuldades do aprendizado. Posso garantir que o leitor dará passos consideráveis no domínio do inglês."

— Michael Swan, Visiting Professor, St Mary's College, University of Surrey

Newsletter

Sobre o(s) Autor(es)

Michael Anthony Jacobs nasceu em Londres e radicou-se no Brasil em 1967. Engenheiro, atuou em várias multinacionais até começar a lecionar inglês e fazer traduções. Atualmente, além de continuar lecionando, dedica-se a escrever e a esclarecer dúvidas de seus leitores a respeito da língua inglesa. Em tudo o que escreve sempre há exemplos bem-humorados e fáceis de ler (sua marca registrada) que mostram exatamente onde e, ainda mais importante, por que os brasileiros cometem determinados erros ao usar a língua inglesa.

Conheça Também