Processando...

Disrupção e Inovação por Carlos Bacci

Revisor e Bacharel em Economia e Letras pela USP, comenta sobre livro
Carlos Bacci 16/03/2018

Historicamente, as mudanças do status quo, tanto do planeta quanto da civilização humana, ocorriam em grandes intervalos de tempo. Com o início da Era das Redes, apelido dado pelos autores ao período inaugurado pela revolução causada com o surgimento da internet e a invenção dos chips, as mudanças passam a ser mais frequentes e constantes.

As dramáticas mudanças que vêm ocorrendo no mundo como consequência das inovações tecnológicas, a cada dia mais surpreendentes e desconcertantes, deixando muito para trás os limites do conhecimento acumulado em milênios de civilização, assumem um caráter tão disruptivo que apontam para um futuro cuja lógica afigura-se inteiramente não convencional.

Segundo os autores, esse futuro, em plena fase final de gestação, aproxima-se de nós rapidamente e promete ser de tal forma acelerado que precisa ser enfrentado com novos paradigmas que revolucionam conceitos arraigados e desafiam a sabedoria tradicional.

A sobrevivência das empresas nesse meio ambiente em total reformulação depende da capacidade de seus dirigentes em navegar em águas turbulentas. Para os autores, essa navegação deve basear-se em nove princípios “subversivos”.

Entre outros, conceitos profundamente inseridos no inconsciente coletivo como Segurança, Conformidade às Regras e Força precisam ceder seu lugar prioritário a princípios que envolvam Risco, Desobediência e Resiliência.

Na defesa de sua proposição, os autores valem-se de argumentos consistentes fundamentados em pesquisas e enriquecidos com instigantes estudos de caso, fornecendo ao leitor, em especial àqueles a quem cabe a tarefa de gerir uma organização, elementos que os auxiliam a preparar-se para o forte impacto de um Futuro desafiador que, de tão veloz, já está se incorporando ao Presente.

Curtiu?! Saiba mais sobre o livro Disrupção e Inovação: Como sobreviver ao nosso futuro acelerado de Joi Ito e Jeff Howe, AQUI.