Processando...

Jordan B. Peterson nos ensina a viver melhor

Em seu mais recente livro, 12 Regras Para a Vida: Um antídoto para o caos, o aclamado psicólogo clínico nos brinda com o seu conhecimento sobre a vida
Alta Books 28/11/2018

Por Adriano Barros, assistente editorial.

Jordan B. Peterson é um dos intelectuais mais influentes da atualidade. Com seus livros, aulas, palestras, debates e vídeos para o YouTube, tem influenciado toda uma geração de jovens a sair do campo da inércia e agir ativamente em suas próprias vidas e, consequentemente, ser uma pessoa melhor para o seu círculo social e na sociedade como um todo.

Em seu livro 12 Regras Para a Vida: Um antídoto para o caos, o aclamado psicólogo clínico e professor de Harvard usa de todo o seu arcabouço intelectual para elaborar uma miscelânea de assuntos que vão desde religião, mitologia, psicologia, psiquiatria, filosofia, literatura, biologia, até chegar à política e ao totalitarismo.

Na Regra 3, intitulada Seja amigo de pessoas que queiram o melhor para você, Jordan nos diz por que é importante manter amizades com pessoas que estejam alinhadas com o nosso pensamento e que queiram as mesmas coisas do que nós, além disso, também reflete sobre os perigos de manter uma amizade com alguém que esteja indo de mal a pior, mas que não aceita ser ajudado. Para Peterson, é mais fácil nos afundarmos junto com essa pessoa do que efetivamente conseguir tirá-la dessa situação.

Na Regra 7, intitulada Busque o que é significativo, não o que é conveniente, Peterson trabalha a ideia de que quando não fazemos o que propriamente queremos fazer, ou seja, o que é significativo para nós, acabamos por fazer o que é apenas conveniente, o que nos deixa em dívida com a nossa consciência. Segundo o psicólogo clínico, viver uma vida em desacordo com a sua consciência é viver uma vida sem sentido, sem propósito.

Chegando à Regra 8, intitulada Diga a verdade. Ou, pelo menos, não minta, o professor de Harvard disserta sobre os perigos de mentir para si mesmo e para o mundo. Para ele, não se trata apenas de uma mentira, mas de algo que quanto mais praticamos, mais tende a crescer. Para Jordan, começamos com uma simples mentira, passamos para atos moralmente suspeitos, até que chegamos a atrocidades inimagináveis. Mentir para si mesmo não é perigoso apenas para o indivíduo, mas para seu círculo social, para a sociedade e para o mundo como um todo.

A figura paterna de Jordan B. Peterson nos ilumina com o seu conhecimento em um mundo onde os jovens estão cada vez mais carentes de referências. Muitas pessoas estão buscando o sentido da vida, como viver melhor, como achar um propósito que edifique a sua existência. Ler 12 Regras Para a Vida: Um antídoto para o caos não apenas te ensina a viver melhor, mas a ser uma pessoa melhor.

Para conferir todas as regras na íntegra, não deixe de adquirir o livro 12 Regras Para a Vida: Um antídoto para o caos