O seu portal de conhecimento
Telefone (21) 3278-8069

A Primeira Guerra Mundial e o Declínio da Europa

 

Autor: Paulo Fagundes Visentini
Historiador e Professor Titular de Relações Internacionais

O Centenário da Primeira Guerra Mundial, ou Grande Guerra, está sendo marcado por diversos seminários acadêmicos, documentários na televisão e publicações com farto material iconográfico para o grande público.

Em estoque

R$58.00

REF: 978-85-7608-889-9 Categorias: , Product ID: 2838

Descrição

O Centenário da Grande Guerra está sendo marcado por uma visão historiográfica que parece ter retrocedido décadas pela reintrodução de debates superados, como o da responsabilidade pelo seu desencantamento.

Este livro busca introduzir o tema a estudantes e ao grande público com uma perspectiva crítica, bem como explicar os fundamentos e as forças motrizes do desencadeamento, evolução, estratégias e desfecho do conflito. O clichê da Guerra de Trincheiras criou a percepção de uma guerra irracional. Com o grande matança sendo feita pela metralhadora, nas barragens de artilharia, nos ataques frontais e pela lama, com infecções, privações e epidemias.

No entanto, a primeira grande conflagração militar da era industrial tem uma explicação coerente. A importância e o significado da Guerra, que teve como resultado o declínio da Europa, têm sido negligenciados pelos estudos históricos, provavelmente porque este formidável conflito preparou as bases de outro ainda mais devastador eclodido vinte anos depois: a segunda Guerra Mundial.


O livro busca introduzir o tema da Primeira Guerra Mundial a estudantes e ao grande público com uma perspectiva crítica, bem como explicar os fundamentos e as forças motrizes do desencadeamento, evolução, estratégias e desfecho do conflito que ainda repercute e repercutirá nas gerações que virão. A importância e o significado da Guerra, que teve como resultado o declínio da Europa, têm sido negligenciados pelos estudos históricos, provavelmente porque este formidável conflito preparou as bases de outro ainda mais devastador eclodido vinte anos depois: a Segunda Guerra Mundial. O autor tira esse conflito do limbo ao qual foi confinado e o leva à luz com os eventos que realmente podem explicá-lo, na medida em que se pode explicar uma guerra de tais proporções.


O devastador conflito encerrou a era otimista da Belle Époque e deu lugar a manifestações como A Decadência do Ocidente, de Oswald Spengler. Ele abriu espaço para a Revolução Socialista na Rússia, a crise do liberalismo, a ascensão do nazi fascismo, a Grande Depressão econômica e ainda mais destrutiva, o que contribuiu para que o conflito ocupasse um lugar mais modesto na historiografia. Foi o primeiro conflito a ter mais mortos civis do que militares, além de mais seis milhões de vítimas da Gripe Espanhola no imediato pós-guerra. Os quatro séculos de supremacia europeia caíam, fazendo surgir um continente com milhões de mutilados e desempregados, em um clima sombrio e pessimista que se expressaria nas versões políticas de extrema direita.

A vitória da Revolução Soviética completava o simbolismo de uma ordem que havia sido quebrada: os impérios alemão, austro-húngaro, turco e russo deixavam de existir, gerando um vácuo geopolítico. O legado era o fim da Europa dos imperadores e aristocratas e o marcado por violência e resistências. As sementes de uma nova guerra esperavam apenas o momento propício para germinar.

 

Informação adicional

Peso 250 g
Dimensões 21 × 14 × 2 cm
Ano

2014

Edição

1° Edição

Disponível em ePub?

Sim. Nos parceiros comerciais

ISBN

9788576088899

Número de Páginas

160

Capítulo de Amostra

Download

Preview do livro

Paulo Fagundes Visentini

Paulo Faundes Visentini – Professor Titular de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós-doutorado em Relações Internacionais pela London School of Economics (1997), Doutor em História Econômica pela Universidade de São Paulo (1993), Mestre em Ciência Política pela UFRGS (1983), Bacharel e Licenciado em História pela UFRGS (1980). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais FCE/UFRGS (2010 aos dias de hoje). Diretor do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados da UFRGS (1998-2002) e Secretário de Relações Internacionais da Reitoria da UFRGS (2004-2008). Professor Visitante no NUPRI/USP, na Universidade de Leiden e Pesquisador no International Institute for Asian Studies e no Centro de Estudos Africanos (Leiden Univ, Holanda). Pesquisador do Núcleo Brasileiro de Estratégia e Relações Internacionais/NERINT e Coordenador do Centro Brasileiro de Estudos Africanos – CEBRAFRICA. Editor de AUSTRAL: Revista Brasileira de Estratégia e Relações Internacionais. Especialidade: História Mundial Contemporânea, Relações Internacionais Contemporâneas e Política Externa Brasileira. Autor de inúmeras obras sobre relações internacionais, história e estudos internacionais contemporêneos.

Você também pode gostar de…