O seu portal de conhecimento
Telefone (21) 3278-8069

O Complô Para Destruir a Democracia

Como putin e seus espiões estão minando a América e desmantelando o ocidente

Malcolm Nance

Edição: 1ª
Número de Páginas: 352
Formato: 17 x 24 cm

Em estoque

R$59.90

ISBN: 978-85-508-0454-5 Categorias: , Tags: , Product ID: 3698

Descrição

Na maior operação de inteligência da história do mundo, Donald Trump foi nomeado presidente dos Estados Unidos com a ajuda de uma potência estrangeira. O Complô para Destruir a Democracia revela a dramática história de como chantagem, espionagem, assassinato e guerra psicológica foram usados por Vladimir Putin e suas agências de espionagem para fraudar a eleição de 2016 — e tentou provocar a queda da OTAN, da União Europeia e da democracia ocidental. A obra mostra como a Rússia e seus aliados tentaram alterar os alicerces da democracia para reprojetar a ordem política mundial.

Malcolm Nance, oficial de Inteligência dos EUA, examina como a Rússia usou a guerra cibernética, a propaganda política e a manipulação de nossa percepção da realidade — e fará isso novamente — para transformar as notícias americanas, a mídia tradicional, as redes sociais e a internet em armas para atacar e desmembrar as instituições democráticas de dentro para fora. E o que pode-se esperar caso o próximo ataque não seja parado.

Nance utilizou documentos políticos de estratégia de guerra de origem russa para demonstrar o plano mestre de enfraquecer as instituições americanas que estão em vigor desde a Guerra Fria até os dias atuais. Com base em pesquisas originais e inúmeras entrevistas com especialistas em espionagem, Nance examina como o recente hacking de Putin conseguiu um primeiro passo crucial para desestabilizar o Ocidente, e por que Putin é o homem certo para isso.

Revelador, perspicaz e chocante, O Complô para Destruir a Democracia expõe como a Rússia apoiou as campanhas de extremistas de direita nos Estados Unidos e na Europa para alavancar um eixo de autocracia, e como as agências de Putin trabalharam desde 2010 para levar o candidato Donald Trump às eleições.

Depoimentos:

“Malcolm Nance associa o renascimento da animosidade da Rússia ao segundo mandato presidencial de Putin, quando ele pôs em prática seu treinamento na KGB para enfraquecer seus oponentes norte-americanos ao explorar suas divisões internas — esse é o objetivo exato dessas medidas ativas… Um alerta incisivo de que um complô de traição está em andamento.”

Kirkus Reviews, revista referência em resenhas literárias

Embora os primeiros capítulos sejam leves, as coisas começam a esquentar quando os russos entram em cena. Mas, ainda que a trama fique mais complexa (e às vezes o livro parece mais um thriller político), os leitores não conseguirão parar de ler, ávidos por descobrir o que está por vir. Quando o autor afirma nas páginas finais que Trump foi recrutado pela inteligência russa por meio de velhos artifícios como dinheiro, ideologia, coerção e ego, mesmo os defensores do presidente norte-americano passarão a ter dúvidas sobre ele. Para os que não são partidários de Trump, Nance oferece sugestões sobre como se contrapor a essa ameaça.”

Booklist, publicação especializada em crítica literária

 

Informação adicional

Peso 400 g
Dimensões 24 × 17 × 2 cm

Malcolm Nance

Malcolm Nance é um dos maiores especialistas mundiais em antiterrorismo, segurança internacional e estratégia e táticas da Al-Qaeda. Veterano de combate, é também especialista em sobrevivência, evasão e resistência e fuga em tempos de guerra. Possui experiência em campo em apoio direto às principais agências de Operações Especiais e Inteligência dos Estados Unidos. Serviu no Afeganistão, no Iraque e em outras linhas de frente na guerra contra a Al-Qaeda. É professor de Inteligência sobre Terrorismo e autor de diversos títulos sobre terrorismo. Atua também como analista convidado regular nas redes televisivas FOX, BBC, CNN e MSNBC. Malcolm Nance é diretor fundador do Centro de Excelência Internacional em Antiterrorismo e membro do Conselho de Assessores do International Spy Museum, em Washington DC. Foi homenageado como um dos mais notáveis afro-americanos no campo da espionagem e destaque no documentário Guerras Sujas, indicado ao Oscar de melhor documentário. Atualmente é diretor executivo do Projeto de Assimetria do Terror em Estratégia, Táticas e Ideologias Radicais.