O seu portal de conhecimento
Telefone (21) 3278-8069

O Diário de Renia

UM DIÁRIO DO HOLOCAUSTO

BEST-SELLER DO NEW YORK TIMES

Autoras: Renia Spiegel com sua irmã, Elisabeth Bellak
Prefácio: Deborah E. Lipstadt
Tradução: Samantha Batista

“O Diário de Renia nos lembra do poder do testemunho.” — The New York Times

R$69.90

Fora de estoque

ISBN: 978-65-5520-390-5 Categorias: , Product ID: 19485

Descrição

Por que decidi começar meu diário hoje? Algo importante aconteceu? Eu descobri que minhas amigas estão escrevendo seus próprios diários? Não! Só quero um amigo.

  


Renia Spiegel, uma jovem menina tão cheia de entusiasmo pela vida e com uma capacidade de descrever em prosa e em poesia a beleza do mundo à sua volta, teve o que mais queria negado a ela por uma bala: um futuro.
Se não fosse por este diário, ela teria seguido, junto de outros milhões, para o cruel esquecimento que foi o destino da maioria das vítimas do Holocausto.Elizabeth Bellak nasceu em 18 de novembro de 1930, seis anos depois de Renia. Foi casada com um marido vienense nascido na Áustria, George Bellak, por 53 anos. Minha irmã só viveu até os 18 anos. Foi assassinada pelos nazistas em 1942. Além de algumas fotos, relíquias de família e memórias que revirei em minha mente por quase noventa anos, o diário que você está prestes a ler é tudo o que me restou dela.

Informação adicional

Peso 400 g
Dimensões 23 × 16 × 2 cm
Número de Páginas

336

ISBN

978-65-5520-390-5

Ano

2021

Edição

1° Edição

Disponível em ePub?

Sim. Nos parceiros comerciais

Capítulo de Amostra

Download

Preview do livro


Autor:

Renia Spiegel

Sobre o Autor:

Renia Spiegel, uma jovem menina tão cheia de entusiasmo pela vida e com uma capacidade de descrever em prosa e em poesia a beleza do mundo à sua volta, teve o que mais queria negado a ela por uma bala: um futuro. Se não fosse por este diário, ela teria seguido, junto de outros milhões, para o cruel esquecimento que foi o destino da maioria das vítimas do Holocausto. Elizabeth Bellak nasceu em 18 de novembro de 1930, seis anos depois de Renia. Foi casada com um marido vienense nascido na Áustria, George Bellak, por 53 anos. Minha irmã só viveu até os 18 anos. Foi assassinada pelos nazistas em 1942. Além de algumas fotos, relíquias de família e memórias que revirei em minha mente por quase noventa anos, o diário que você está prestes a ler é tudo o que me restou dela.