O seu portal de conhecimento
Telefone (21) 3278-8069

Superação

Trabalho duro, salário baixo e o dever de uma mãe solo

Stephanie Land

Edição: 1ª
Número de Páginas: 288
Formato: 14 x 21 cm

Em estoque

R$54.90

ISBN: 978-85-508-1056-0 Categorias: , , Product ID: 9628

Descrição

Nesta autobiografia, que traz toques de Miséria à Americana e Evicted, Stephanie Land narra sua experiência como diarista; uma bela e corajosa investigação da pobreza nos Estados Unidos.
Aos 28 anos, Stephanie Land planejava se livrar das raízes de sua cidade natal e ir em busca do seu sonho de entrar na universidade e se tornar escritora, mas seus planos foram interrompidos quando um romance de verão se transformou em uma gravidez inesperada.

Ela começou a fazer faxina para se sustentar e, comprometida com o sonho de proporcionar à filha a melhor vida possível, trabalhou durante o dia e fez aulas online durante a noite para obter um diploma, e começou a escrever sem parar.

Stephanie escreveu as histórias reais não contadas: histórias de norte-americanos sobrecarregados e sub-remunerados. Dependendo de vales-refeição e cupons WIC (programa de nutrição suplementar para mulheres, bebês e crianças) para comer. De programas governamentais que lhe proporcionavam moradia, mas que também funcionavam como casas temporárias. De funcionários públicos indiferentes que a consideravam uma pessoa de sorte por receber assistência, embora não fosse esse o seu sentimento. Ela escreveu para recordar a luta, para acabar, algum dia, com os estigmas profundamente enraizados do trabalhador pobre.

Superação explora as vulnerabilidades da classe média alta norte-americana e a realidade de como é estar a serviço dela. “Eu me tornara um fantasma sem nome”, escreve Stephanie a respeito de sua relação com os clientes, muitos dos quais sequer conheciam seu rosto, mas sobre quem ela aprendia muita coisa. Ao descobrir mais sobre a vida dos clientes ― suas tristezas e, também amores ―, ela começa a encontrar esperança na própria jornada.

Sua escrita compassiva e incisiva de jornalista dá voz ao trabalhador “servil”, a quem busca o sonho americano e está abaixo da linha de pobreza. Superação é a história de Stephanie, mas não somente dela.
É um testemunho inspirador da força, da determinação e da grande vitória do espírito humano.

Elogios a Superação :

“Intenso e envolvente, Superação elucida as dificuldades de ser pobre… a frustração constante de não ter uma rede de proteção, as formas como nossa sociedade está sistematicamente projetada para manter os pobres na pobreza e a humilhação dos menos afortunados causada pela burocracia implacável.”
― Roxane Gay, autora dos best-sellers Má Feminista – Ensaios Provocativos de uma Ativista Desastrosa e Fome: Uma Autobiografia do (Meu) Corpo.

“O comovente livro de Stephanie Land, Superação, é um aviso claro de que algo não vai bem no sonho americano e dá voz a milhões de ‘trabalhadores pobres’ batalhando em um país que precisa deles, mas que não quer enxergá-los. Neste relato triste e esperançoso sobre observar a vida do lado de fora, a autora nos faz imaginar como nos sairíamos esfregando e aspirando os vestígios de uma fartura que sempre parece fora de alcance.
― Steve Dublanica, autor do best-seller Confissões de um Garçom Cínico.

“Para os leitores que acreditam que as pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza são preguiçosas e/ou deficientes intelectuais, esta autobiografia é uma intensa e necessária retificação… Importante autobiografia, que deveria ser leitura obrigatória para qualquer um que nunca teve que lutar contra a pobreza.”
― Kirkus Reviews

“Superação é uma autobiografia sincera e poderosa… O amor de Land pela filha resplandece pelas páginas desta bela e edificante história de resiliência e sobrevivência.”
― Publishers Weekly

“Stephanie Land é uma das milhões de mães desamparadas forçadas a tirar leite de pedra. Ela é, ao mesmo tempo, um antigo e novo tipo de heroína norte-americana. Esta autobiografia de resiliência e amor nunca foi tão necessária.”
― Domenica Ruta, autora do best-seller Uma Relação tão Delicada: Memórias

Misture a instigante narrativa em primeira pessoa de A Menina da Montanha com a crítica social de Miséria à Americana e terá uma ideia do livro extraordinário que tem em mãos… Oportuno, essencial e inesquecível, é o que há de melhor em termos de autobiografia.
― Susannah Cahalan, autora do livro Insana: Meu Mês de Loucura

Informação adicional

Peso 350 g
Dimensões 21 × 14 × 2 cm

Capítulo de Amostra

Download

Stephanie Land

Como freelancer, seu trabalho tem sido destaque no New York Times, The New York Review of Books, The Washington Post, The Guardian, Vox, Salon e muitas outras publicações. Ela foca justiça social e econômica como orientadora de projetos pela Community Change. Vive em Missoula, Montana.